terça-feira, 1 de junho de 2010

entre as pernas

nascem rosas.
cresce o desejo:
abertos são os segredos.

todos os ouvidos
sentem arrastar passos
que sacodem cabelos
cadenciando corpos lassos.

meu olhar se prende
e se perde em frouxos laços.





[Felipe Rey]

4 comentários:

Tatiane Lemos disse...

muito bonito seu poema!

Bj, boa semana!

DIABLOG disse...

sim, lindo mesmo

DANIEL CECHELLA disse...

a arte da sedução é uma grande aventura, às vezes com ternura, às vezes nos cura...

Ana Paula disse...

Adorei este poema , bem erotizado, bonito mesmo!!! Parabéns!!!

 

Labels

Labels