quinta-feira, 21 de julho de 2011

e eu sou candeias

http://arteindigena.wordpress.com/2006/12/27/wari-zarate-artista-quechua-de-peru/

.


ali uma estrela-punhal
bruxuleando
na queda da tarde
no momento que oferece-se a taça
moedas na mesa
a contar reinos
coroas
ervas

minha casa
meu corpo
minhas ferramentas
ferraduras sagradas
sou ascendente do vento
da água
da chuva
da cana
no movimento da serpente
vou destilando o agridoce veneno
entre vida e morte
entre corvos e cães
como um lobo com olhos de coruja
ensaiando açoites
ao vosso bel’prazer




felipe rey

2 comentários:

Julya Rey disse...

arrasou rs

Fotógrafa Elis Cristóvão disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
 

Labels

Labels