terça-feira, 14 de abril de 2009

Para Pedro [ou el diablo tropical de la rua]


.


a Pedro Juan Gutiérrez



De santo nada tem
tampouco são.
um bocado
é o caralho !
desbocado.
saúde !
tilinta talagadas
tragadas trôpegas de rum
o néctar
dos deuses
manjar de um
filho de xangô com oxum.
aparentemente
não solicita rumo.
compulsivamente
viciado em carne de qualquer cor ,
viciado em penetrar orifícios.
ócios do seu ofício.
exercita
seu sexo seguro de si.
barganha
abocanha
múltiplos clitóris por aí.
não tome tento , vossa havana ,
suja sem juízo !
que verdeja cana
bolera
salseia rumbas.
arromba toda cuba em delírio
dando de ombros & costas à castro.
anda , animal pedrito !
planta bananeira & cânhamo
nas ruínas de sua cobertura.
vá , densa criatura !
destila
despeja
despoja
sua prosa na cama ,
na mesa , no chão , e ,
às vezes , no banho.






(Felipe Rey)

1 comentários:

Deborah disse...

Apavora!!!!Detonou!adorei!

 

Labels

Labels