segunda-feira, 10 de agosto de 2009

LEMINSKI EM DOSES HOMEOPÁTICAS - 20 anos póstumos .


alt=""id="BLOGGER_PHOTO_ID_5368417774333250978" />


.


ARTE DO CHÁ

ainda ontem
convidei um amigo
para ficar em silêncio
comigo

ele veio
meio a esmo
praticamente não disse nada
e ficou por isso mesmo


.



PROEMA


Não há verso,
tudo é prosa,
passos de luz
num espelho,
verso, ilusão
de ótica,
verde,
o sinal vermelho.

Coisa
feita de brisa,
de mágoa
e de calmaria,
dentro
de um tal poema,
qual poesia
pousaria?



.



Eu, hoje, acordei mais cedo
e, azul, tive uma idéia clara.
Só existe um segredo.
Tudo está na cara.



Paulo

Leminski

2 comentários:

Lou James disse...

Salve Leminski!
Bela homenagem.
Me fez lembrar: "Vim pelo caminho difícil, a linha que nunca termina, a linha bate na pedra, a palavra quebra uma esquina..."
Abx!

Cris de Souza disse...

Leminski se aplaude de pé !

 

Labels

Labels