quinta-feira, 31 de março de 2011

Assumam-se poetas alucinados

.


é que os poetas são alucinados
os pooooooetas são alucinaaaaaaaadoooos
rompem com a fricção normal da vida
nem desdenham nem compram
bagulho e pão
pra bater papo com o livro
da cabeça de São João

e que os poetas alucinados
só transem na multidão
por motivo de solidão





Felipe Rey





5 comentários:

Fernanda Ribeiro disse...

As vezes penso que ser alucinado deveria ser o normal, é tão mais ... espontaneo!
Muito bom!

visite o meu:
www.umaformadepensamento.blogspot.com
valeu^^

Lou James disse...

Salve poeta!
Somos alucinados, somos loucos!
Somos insanos e durante o cortejo gritamos:
"O Rey está nú!"

Abrçs.

http://ahoradametamorfose.blogspot.com/

Deza disse...

Os olhos de um poeta alucinado enxergam além do que os olhos de um poeta comum pode enxergar, não havendo limites para sua imaginação, inspiração e obra!

Assumam-se poetas alucinados!Rompam-se as fronteiras da normalidade e mesmice.

pedaços disse...

assuman-se amantes

MARIANITA disse...

A mais sã das loucuras é achar que somos todos loucos.

Muito Bom ,adoREY !

 

Labels

Labels